Qualificação urbana de pequenos aglomerados costeiros

Sendo os sistemas costeiros caracterizados por serem sistemas ativos, dinâmicos e em delicado equilíbrio ecológico, resultando daí uma complexa realidade biológica mas não só, importa que as soluções equacionadas assentem numa estratégia integradora, e cuja concretização, no território, seja orientada por um critério de flexibilidade de forma a considerar as especificidades próprias de cada contexto territorial.

 

Tendo presente os diferentes contextos territoriais, mas interdependentes, intervir no Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina significa também, e necessariamente, intervir na paisagem humanizada que o caracteriza e diferencia, traduzindo um conceito de gestão integrada da zona costeira mais alargado.

Assim, intervir nos aglomerados costeiros existentes é, num território onde a excelência do espaço natural é uma realidade, uma intervenção da maior importância uma vez que os mesmos poderão constituir, se não forem devidamente enquadrados e qualificados, uma potencial ameaça à qualidade natural e paisagem presente, mas poderão igualmente, pela sua localização, apresentar sérios riscos para pessoas e bens.

Odeceixe-Praia

Saber mais
clique no mapa para conhecer as intervenções
SINES
 

Portinho de
Porto Covo

A Sociedade Polis Litoral Sudoeste concluiu a intervenção de “Estabilização e consolidação das arribas do portinho de Porto Covo”, a qual visa assegurar a resiliência e a estabilidade biofísica desta faixa costeira e minimizar as situações de risco, há muito identificadas.

 

A sua conclusão é importante para a salvaguarda dos sistemas funcionais e naturais do portinho de Porto Covo, tendo incidido maioritariamente na proteção e reposição do equilíbrio do sistema natural da arriba sobranceira ao portinho e na segurança e proteção de pessoas, salvaguardando ainda a fruição destes espaços por pescadores, população local e veraneantes (turistas e outros). As ações executadas no âmbito desta empreitada incluíram:

  • estabilização dos taludes da arriba;

  • intervenções de renaturalização na arriba. A estabilização dos taludes da arriba através da vegetação arbustiva de reduzido porte contribuirá para a dissipação de energia dos blocos em movimento, reduzindo ou impedindo o ressalto e aumentando o atrito no rolamento;

  • melhoria da drenagem pluvial. Os sistemas de drenagem pluvial existentes foram alvo de ações de limpeza, desobstrução e correto encaminhamento dos caudais gerados, evitando assim a erosão causada pela descida dessas águas pelo talude;

  • relocalização de infraestruturas de abastecimento de águas e eletricidade afetadas. As infraestruturas existentes, tanto a rede de abastecimento de água como a rede de baixa tensão, foram relocalizadas, devido ao facto de serem afetadas com a implementação da operação.

Empreitada concluída
ANTES
DEPOIS

179.761 €

 

INVESTIMENTO
FINANCIAMENTO

152.796,887 €

 

PROJETO

COBA - Consultores de Engenharia e Ambiente, S.A.

 

EMPREITADA

Vibeiras – Sociedade Comercial de Plantas, S.A.

Fiscalização: Ferreira & Moreira, Lda.

ESTUDOS COMPLEMENTARES

Levantamento topográfico

Levantamento cadastral

Prospeção arqueológica

Foto 2.JPG
Foto 2.JPG
press to zoom
Foto 1.JPG
Foto 1.JPG
press to zoom
ODEMIRA
 

Vila Nova
de Milfontes

A requalificação deste aglomerado costeiro teve como principal objetivo a qualificação do território pela criação de condições para a sua vivência e usufruto pela população e visitantes, garantindo uma ligação de qualidade com o espaço natural envolvente, através da requalificação dos espaços públicos (de toda a zona ribeirinha e marginal, implicando a reformulação das redes de infraestruturas), de acessos às praias e outros espaços de estadia e da valorização dos ecossistemas locais e das zonas balneares de forma a dinamizar a vivência deste local e fomentar a sua economia local.

INFORMAÇÃO SOBRE A EMPREITADA
INVESTIMENTO
PROJETO

1.904.001€

 

Maria João Patronilho

 

EMPREITADA

Consdep,S.A.

Fiscalização: FGP

Acompanhamento arqueológico

 

ESTUDOS COMPLEMENTARES

Levantamento topográfico

Estudo Hidromorfológico

Levantamento cadastral

Prospeção arqueológica

FINANCIAMENTO
Empreitada concluída
Antes
Antes
Antes
Depois
Depois
Antes
Depois

As obras realizadas incluíram:

 

  • Pavimentação das principais artérias da Vila Nova de Milfontes, com paralelos e cubos de granito e calcário, com demarcação de zonas de arruamento, passeios e estacionamento;

  • Pavimentação de zonas de esplanada, em estrutura de madeira;

  • Instalação de mobiliário urbano, tais como bancos, papeleiras, apoio para bicicletas, pilaretes, grelhas de caldeira e bebedouro;  

  • Plantação de árvores ao longo dos principais arruamentos;

  • Execução de passadiço junto ao rio, permitindo a ligação entre a zona do Cais dos Carris e a Rua Eng.º Poole da Costa e Largo da Barbacã.

  • Instalação de contentores enterrados, em ilhas ecológicas e de resíduos indiferenciados;

  • Instalação de iluminação pública - luminárias baseadas em tecnologia Light Emiting Diode (LED) e de rede de telecomunicações. 

  • Instalação de rede de abastecimento de água e combate a incêndio, rede de drenagem de águas residuais domésticas e da rede de drenagem de águas pluviais.

Avenida Marginal

Empreitada concluída

Requalificação do Núcleo Ribeirinho e Histórico de Vila Nova de Milfontes (PEDU Odemira) – 3ª Fase

Empreitada realizada na Avenida Marginal, na zona compreendida entre os balneários públicos (cruzamento com a Rua do Lavadouro) até ao Farol, estando incluídos os acessos à praia do Farol e da Franquia (3º Fase), tem como objetivo garantir uma uniformização e coerência formal do ambiente urbano, complementando as intervenções de requalificação urbana, anteriormente feitas em Vila Nova de Milfontes pela Sociedade Polis Litoral Sudoeste.

  • Requalificação de todo o espaço público;

  • Caracterização da rede de circulação automóvel e pedonal, assim como a beneficiação das condições de circulação viária e pedonal, tendo presente a sua hierarquização;

  • Caracterização de novos espaços de lazer e estadia, nomeadamente nos acessos à praia, com mobiliário urbano adequado, confortável, moderno e funcional;

  • Nova iluminação, promovendo uma nova fruição do espaço público promovendo a qualidade de vida e segurança do transeunte, colocando no mesmo lugar das luminárias existentes.

PROJETO

MARIA JOÃO PATRONILHO / MJPAJ - BUSINESS, LDA.

 

EMPREITADA

CONSTRUÇÕES J. J. R. E FILHOS, S.A.

Fiscalização: FUTURE PROMAN, S.A.

 

 

FINANCIAMENTO
Antes
Depois
Durante
Depois
ODEMIRA
 
Empreitada concluída

Zambujeira
do Mar

Foram executados os seguintes trabalhos/ações:

  • qualificação e valorização do espaço público;

  • reformulação das infraestruturas da rede de abastecimento de água, da rede de esgotos, da rede de drenagem de águas pluviais/ residuais, da rede elétrica de serviços públicos, da rede de telecomunicações e reformulação da recolha dos resíduos sólidos urbanos (RSU);

  • melhoria de condições para a circulação pedonal;

  • ordenamento e controlo de acessos, ordenamento do estacionamento e da circulação automóvel;

  • instalação de mobiliário urbano que contribua para reforçar a identidade e coerência do lugar;

  • intervenção na estrutura ecológica urbana e espaços verdes criando novas áreas de estadia.

PROJETO

1.591.000€

 

INVESTIMENTO
ESTUDOS COMPLEMENTARES

PB Arq. - Arquitectos, Lda

 

Levantamento topográfico

Levantamento cadastral

Prospeção arqueológica

EMPREITADA

Luis Frazão, S.A.

Fiscalização: Proman, S.A.

FINANCIAMENTO

INAlentejo:          1.113700€

C.M.Odemira:    477.300€

 
ALJEZUR

Praia de
Odeceixe

A qualificação do aglomerado costeiro de Odeceixe teve como principal objeto a requalificação do território pela criação de condições para a sua vivência e usufruto pela população e visitantes, garantindo uma ligação de qualidade com o espaço natural envolvente.

 

Assim, através da ação de qualificação deste aglomerado costeiro pretendeu-se: ordenar e balizar a circulação viária; beneficiar e recuperar caminhos e acessos à praia; regularizar o estacionamento automóvel; reformular as infraestruturas de eletricidade e telecomunicações (adotando uma rede subterrânea e modernizando os equipamentos de iluminação pública); e promover ações de limpeza e eliminação de espécies infestantes.

331.004€

 

INVESTIMENTO
PROJETO

Proplano, Lda

GCS – Gabinete de Consultores e Serviços, Lda

ESTUDOS COMPLEMENTARES

Levantamento topográfico

Levantamento cadastral

Prospeção arqueológica

EMPREITADA

Agrocinco, S.A.

Fiscalização: Consulgal, S.A.

FINANCIAMENTO

Algarve 21:         172.122€

C.M.Aljezur:    158.882€

Empreitada concluída
0 Odeceixe_Urb_29-03-2016.jpg
0 Odeceixe_Urb_29-03-2016.jpg
press to zoom
1 Odeceixe_Urb_29-03-2016.jpg
1 Odeceixe_Urb_29-03-2016.jpg
press to zoom
4 Odeceixe_Urb_29-03-2016.jpg
4 Odeceixe_Urb_29-03-2016.jpg
press to zoom
2 Odeceixe_Urb_29-03-2016.jpg
2 Odeceixe_Urb_29-03-2016.jpg
press to zoom
VILA DO BISPO
 

Burgau
e Salema

As intervenções visam  colmatar as debilidades detetadas  nas frentes de mar de Burgau e Salema, potenciar e enaltecer os espaços destes aglomerados urbanos e procurar uma harmonia, pela homogeneidade de soluções construtivas propostas, entre as diversas funções espaços e vivências urbanas.

Burgau

Qualificação e valorização do espaço público, promovendo alterações diversas de modo a reduzir conflitos e pressões antrópicas existentes, geradores de disfunções ambientais várias, sobretudo ao nível da instabilidade dos sistemas naturais costeiros; ordenamento da circulação viária e estacionamento automóvel; beneficiação e recuperação de caminho de acessos à praia e requalificação de acessos pedonais e viários à cota baixa, bem como do passeio marginal; reformulação das infraestruturas de rede de drenagem de águas pluviais, rede elétrica e rede de telecomunicações.

 

 

Salema

Ordenamento e balizamento de acesso pedonal e de miradouro virado a Sul e Nascente, a partir do largo da escola primária; regularização e ordenamento de estacionamento automóvel existente e requalificação de respetivo acesso viário; e qualificação do espaço público do passeio marginal, definindo zonas de estar/contemplação e recreio e cuja delimitação salvaguarda a sensibilidade ambiental dos sistemas naturais em presença.

Ação em reavaliação,

por constrangimentos alheios à sociedade Polis Litoral Sudoeste

1.008.154€

 

INVESTIMENTO
PROJETO
ESTUDOS COMPLEMENTARES

PB Arq. - Arquitectos, Lda

 

Levantamento topográfico

Levantamento cadastral

Prospeção arqueológica

FINANCIAMENTO
Ação concluída
(apenas fase de projeto)
BURGAU
Largo dos Pescadores
Largo dos Pescadores

Planta da intervenção

press to zoom
Passeio do Mar
Passeio do Mar

Planta da intervenção

press to zoom
SALEMA
Passeio Marginal
Passeio Marginal

Planta da intervenção

press to zoom
Parque de estacionamento
Parque de estacionamento

Planta da intervenção

press to zoom

Algarve 21:                  524.240€

C.M.Vila do Bispo:  483.914€