EVENTO

Polis Litoral Sudoeste marca presença no Festival da Batata-doce de Aljezur

2014.12.02 (51.2014)

A sociedade Polis Litoral Sudoeste marcou presença no Festival da Batata-doce de Aljezur, evento organizado pela Câmara Municipal de Aljezur que decorreu entre os dias 28 e 30 de novembro, e que este ano contou com cerca de 30 mil visitantes.

 

Este Festival tem por objetivo valorizar, promover, preservar e conjugar os saberes das gentes com os sabores únicos dos produtos oriundos desta terra situada entre a serra e o mar, de onde resultam iguarias de características únicas, que enriquecem a diversificada gastronomia local, onde a Batata-doce de Aljezur assume, naturalmente, um papel de especial relevo. O Festival celebrou a já considerada melhor batata-doce do mundo, Variedade Lyra, de caraterísticas únicas e produto com Indicação Geográfica Protegida conferido pela Associação Produtores de Batata-doce de Aljezur.

 

A participação da sociedade Polis Litoral Sudoeste contou com cerca de 1500 visitantes e teve como objetivos dar a conhecer o projeto, a sua evolução, as suas diversas valências, e, fundamentalmente fornecer informações detalhadas sobre as ações em curso e programadas no concelho de Aljezur.

 

De visita oficial ao evento, Assunção Cristas, Ministra da Agricultura e do Mar, visitou o espaço expositivo da Polis Litoral Sudoeste, acompanhada pelo Presidente da Câmara Municipal de Aljezur, José Amarelinho, que apresentou, em linhas gerais, as intervenções em curso no concelho.

EVENTO

Polis Litoral Sudoeste marca presença na FACECO pelo quinto ano consecutivo

2014.07.22 (50.2014)

A sociedade Polis Litoral Sudoeste marcou presença na Feira de Atividades Culturais e Económicas do Concelho de Odemira (FACECO), evento organizado pela Câmara Municipal de Odemira que decorreu na freguesia de São Teotónio, entre os dias 18 e 20 de julho, e que este ano contou com mais de 27 mil visitantes.

 

A agricultura, as pescas, o artesanato, a gastronomia, o turismo e o desporto estiveram em destaque na FACECO 2014, que se assume cada vez mais como a grande festa do Litoral Alentejano, este ano dedicado aos produtos locais e à celebração do Ano Internacional da Agricultura Familiar, juntando cerca de 200 expositores. “A FACECO é o certame de maior expressão no concelho de Odemira, uma feira que habituou todos os que a visitam a mostrar tanto a realidade como o potencial do concelho”, assinalou o presidente da autarquia, José Alberto Guerreiro, no seu discurso de inauguração.

 

A participação da sociedade Polis Litoral Sudoeste, presente no Pavilhão das Empresas dedicado ao tecido económico local, contou com cerca de 1200 visitantes e teve como objetivos dar a conhecer o projeto, a sua evolução e as suas diversas valências, assim como valorizar o trabalho desenvolvido e o território junto da opinião pública em geral.

SOCIEDADE

Secretário de Estado do Ambiente visita intervenções do Polis Litoral Sudoeste

2014.07.12 (49.2014)

O Secretário de Estado do Ambiente, Paulo Lemos, deslocou-se no passado dia 11 de julho aos concelhos de Odemira e Aljezur para conhecer de perto as intervenções levadas a cabo pela sociedade Polis Litoral Sudoeste em diversos locais do litoral alentejano e costa vicentina, incluindo as que se impuseram depois dos estragos provocados pelo mau tempo deste inverno e que representam um investimento adicional de 4 milhões de euros.

 

Nesta visita ao litoral alentejano e costa vicentina, o governante quis “constatar o que já está feito”, mas também “incentivar a que as obras que ainda estão por fazer, ou em concurso e a aguardar lançamento, avancem o mais rapidamente possível”. “Há sempre imponderáveis que poderão por em causa alguns projetos, mas estou otimista de que vamos conseguir cumprir os nossos objetivos”, referiu, alertando para a necessidade de realizar o investimento previsto de cerca de 40 milhões de euros até dezembro de 2015.

 

Para o Secretário de Estado do Ambiente, as intervenções realizadas ou previstas para este território constituem um exemplo da aposta que o Governo tem feito nesta matéria em todo o País. “Ao todo, estão previstas intervenções em todo o País que rondam os 300 milhões de euros, a que acrescem montantes como os cerca de 16 milhões de euros que conseguimos mobilizar junto do POVT, neste ano, para fazer face aos estragos provocados pelas intempéries”, declarou.

 

Incluídas no plano de intervenções realizadas ou a realizar, estão as praias dos concelhos de Odemira e Aljezur, que o Secretário de Estado do Ambiente teve oportunidade de visitar: praias das Furnas e dos Alteirinhos no concelho de Odemira, a Samouqueira e as praias da Amoreira e de Vale Figueiras, no concelho de Aljezur.

 

No final da visita, o Secretário de Estado do Ambiente, Paulo Lemos, fez questão de enaltecer a boa articulação demonstrada entre a sociedade Polis Litoral Sudoeste e os municípios acionistas ― Sines, Odemira, Aljezur e Vila do Bispo.

EVENTO

Festival da Batata-doce de Aljezur com presença do Polis Litoral Sudoeste

2015.12.02

A sociedade Polis Litoral Sudoeste marcou presença no Festival da Batata-doce de Aljezur, evento organizado pela Câmara Municipal de Aljezur que decorreu entre os dias 27 e 29 de novembro.

 

Este Festival tem por objetivo valorizar, promover, preservar e conjugar os saberes das gentes com os sabores únicos dos produtos oriundos desta terra situada entre a serra e o mar, de onde resultam iguarias de características únicas, que enriquecem a diversificada gastronomia local, onde a Batata-doce de Aljezur assume, naturalmente, um papel de especial relevo. O Festival celebrou a já considerada melhor batata-doce do mundo, Variedade Lira, de caraterísticas únicas e produto com Indicação Geográfica Protegida conferido pela Associação Produtores de Batata-doce de Aljezur.

 

A participação da sociedade Polis Litoral Sudoeste contou com cerca de 1000 visitantes e teve como objetivo dar a conhecer a evolução da Operação Integrada de Requalificação e Valorização da Orla Costeira, nas suas diversas valências.

CONCLUSÃO DE TRABALHOS

Praia de Vale Figueiras requalificada em intervenção do Polis Litoral Sudoeste

2014.07.10 (47.2014)

A sociedade Polis Litoral Sudoeste concluiu no passado dia 28 de maio de 2014 a empreitada de valorização e requalificação da praia de Vale Figueiras, situada na zona das Alfambras, no concelho de Aljezur. Esta intervenção, orçada em cerca de 180 mil euros, contou com cofinanciamento comunitário através do Programa Operacional do Algarve – PO Algarve 21.

 

Abrangendo uma área superior a 15.000 m², o projeto, da responsabilidade do arquiteto António Marques, tinha como objetivos a adequação das acessibilidades ao atual padrão de utilização da praia, já muito associada ao lazer e desportos náuticos, promovendo a redução de conflitos entre automóveis e peões, o ordenamento e melhoria dos estacionamentos e a redução de espécies de plantas exóticas.

 

Assim, a empreitada consistiu na reformulação da via de acesso à praia através do seu reperfilamento e pavimentação do troço mais íngreme e na colocação de delimitadores de circulação. O acesso a esta praia é feito por uma via estreita e ingreme por entre um vale, facto que determinou a opção pela construção de uma bolsa de estacionamento de retaguarda na plataforma superior da arriba e a formalização de um percurso pedonal de acesso à praia.

 

Foi também criado um passadiço rampeado de acesso ao areal, até então inexistente.

 

A empreitada, da responsabilidade da Luis Frazão, S.A., decorreu durante 122 dias e incluiu igualmente a reformulação do sistema de drenagem pluvial através da estabilização das bermas e condução do efluente em valeta até à linha-de-água.

 

Esta ação integra um conjunto alargado de intervenções de valorização e requalificação de espaços balneares que a sociedade Polis Litoral Sudoeste está a desenvolver ao longo dos 150 km de frente costeira que constituem o litoral alentejano e costa vicentina.

SOCIEDADE

Assembleia-Geral de Acionistas aprova Contas de 2013 da Polis Litoral Sudoeste

2014.12.18 (53.2014)

Odemira, 18 de dezembro de 2014 – A Assembleia-Geral de Acionistas da Polis Litoral Sudoeste, SA, ontem reunida, deliberou aprovar o relatório e as contas consolidadas relativas ao exercício de 2013.

A nível global, o ano de 2013 ficou marcado pelo processo de reprogramação proposto pelo acionista Estado. Em virtude das limitações ao investimento impostas às empresas do setor empresarial do Estado, a Polis Litoral Sudoeste tinha iniciado, já em 2012, um programa envolvendo uma recalendarização dos investimentos contratuais previstos. Durante o exercício de 2013 foi implementado um novo plano de redução de custos, que consistiu na redução de encargos associados às prestações de serviços anteriormente contratadas e foram consolidados os pressupostos de reprogramação física, financeira e temporal da intervenção de Requalificação e Valorização do Litoral Alentejano e Costa Vicentina. O investimento global previsto passou para 40,1 milhões de euros (em vez dos 46,7 milhões de euros inicialmente considerados) até 31 de dezembro de 2015 (em vez de 31 de dezembro de 2013).

No final do exercício de 2013, encontrava-se realizado 73,7% do Capital Social da Sociedade, no valor total de 14.449.200,00 euros; o acionista Estado tinha realizado a totalidade da sua comparticipação, a Câmara Municipal de Odemira 83%, a Câmara Municipal de Aljezur 50%, a Câmara Municipal de Vila do Bispo 10% e a Câmara Municipal de Sines não tinha qualquer realização de capital. Durante o ano de 2014, a realização de capital sofreu alterações, designadamente através da realização de capital pela Câmara Municipal de Sines.

Globalmente a despesa realizada em 2013 situou-se nos 1.238.251,94 euros, o que, em termos acumulados, coloca a despesa realizada à mesma data nos 5,75 milhões de euros.

A cobertura financeira da despesa foi efetuada com base nos financiamentos realizados/recebidos desde 2010 (essencialmente, capital social dos Acionistas e financiamento comunitário), sendo que em termos acumulados, no final do exercicio de 2013, o financiamento global recebido pela sociedade atingiu os 15,9 milhões de euros.

SUSPENSÃO DE TRABALHOS

Polis Litoral Sudoeste anuncia suspensão de alguns trabalhos durante a época balnear

2014.07.10 (46.2014)

A sociedade Polis Litoral Sudoeste anunciou que, por forma a não comprometer o arranque da época balnear nas praias do litoral alentejano e costa vicentina onde estão a decorrer empreitadas que tem em curso, irá abrandar o ritmo e a extensão dos trabalhos em curso, e mesmo à sua suspensão em determinadas zonas de maior afluência.

 

Assim, os trabalhos serão suspensos nas empreitadas que decorrem na Arrifana e Monte Clérigo, no concelho de Aljezur. Já as empreitadas na praia das Furnas e na praia dos Alteirinhos, em Odemira, irão sofrer uma redução nos trabalhos previstos, por forma a não comprometer a passagem e a segurança de visitantes e frequentadores desses locais. 

 

As empreitadas retomarão o seu ritmo normal no decurso do mês de outubro e início de novembro.

 

INÍCIO DE TRABALHOS

Polis Litoral Sudoeste inicia trabalhos na Samouqueira que visam minimizar situações de risco

2014.07.27 (45.2014)

A sociedade Polis Litoral Sudoeste iniciou, a semana passada, os trabalhos na Samouqueira, em Aljezur, incluídos numa empreitada que pretende repor as condições naturais do ecossistema costeiro por forma a assegurar a estabilidade da arriba e minimizar situações de risco.

 

Trata-se da primeira frente de trabalhos de um conjunto de onze, num investimento total de mais de 2,3 milhões de euros, onde está prevista a implementação de medidas corretivas de erosão, que essencialmente passam pela restrição e ordenamento dos acessos viários e pedonais nestas zonas sensíveis. Esta empreitada integra uma candidatura que a sociedade Polis Litoral Sudoeste submeteu ao Programa Operacional Valorização do Território, sendo cofinanciada pelo Fundo de Coesão.

 

A sociedade Polis Litoral Sudoeste promoveu a elaboração de um estudo de caracterização e identificação dos locais prioritários a intervir, tendo em conta o risco potencial que a instabilidade das arribas e a degradação dos sistemas dunares podem constituir para as populações. Este estudo, elaborado por uma equipa multidisciplinar composta por paisagistas, biólogos, geólogos, engenheiros civis e arqueólogos, num consórcio liderado pela Biodesign, identifica, ao longo de toda a faixa costeira, as zonas de risco e as necessárias medidas de interdição, delimitação física e sinalização. A Samouqueira é um dos sete locais de intervenção prioritária identificados nos concelhos de Aljezur e Vila do Bispo.

 

De facto, a arriba apresenta, na área da Samouqueira, uma fenda de grandes dimensões manifestando a sua instabilidade e evidenciando o risco de colapso. O facto de ser uma área procurada por pescadores, turistas e visitantes, implicou uma abordagem preventiva, pelo que optou-se pela interdição de acesso à crista da arriba, recuando e balizando o acesso viário e o estacionamento. Também o percurso pedonal será limitado, através de um passadiço sobrelevado, que permitirá igualmente a renaturalização dos percursos desativados.

 

O projeto ficou a cargo do consórcio BIODESIGN, LCW Consult e BIO3, e a empreitada, a decorrer até fevereiro do próximo ano, está a ser executada pela Luis Frazão, S.A.

EVENTO

Polis Litoral Sudoeste participa na semana do Dia Aberto do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina

2014.07.11 (48.2014)

A sociedade Polis Litoral Sudoeste participou no Encontro sobre “os conhecimentos” do território do PNSACV, em Odemira, no passado dia 8 de julho. Foi uma iniciativa promovida pelo Parque Natural Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina no âmbito da semana do Dia Aberto que decorre entre 5 e 13 de julho, com um conjunto alargado de atividades um pouco por todo o território.

 

A sociedade Polis Litoral Sudoeste, representada por João Alves, administrador da sociedade, fez uma apresentação sobre o conjunto de intervenções que está a levar a cabo no litoral do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina e a sua complexidade, quer ao nível da multidisciplinaridade que as ações implicam, quer ao nível do elevado número de agentes do território envolvidos.

 

Este encontro juntou vários especialistas de diversas áreas de conhecimento. Biodiversidade, pescas, geologia, arqueologia foram alguns dos temas abordados.

SOCIEDADE

Ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional visita praia da Arrifana, em Aljezur

2014.07.07 (44.2014)

No âmbito do “Roteiro pelos Territórios de Baixa Densidade”, o Ministro Adjunto e do Desenvolvimento do Território, Miguel Poiares Maduro, visitou no passado sábado o município de Aljezur, acompanhado pelo Presidente da CCDR Algarve, David Santos, pelo Presidente da Câmara de Aljezur e respetivas comitivas.

O Presidente do Conselho de Administração da Sociedade Polis Litoral Sudoeste, André Matoso, fez o ponto de situação da Operação de Requalificação e Valorização do Litoral Sudoeste e Costa Vicentina, e neste contexto apresentou as ações previstas, em curso e já concluídas naquele concelho.

 

O Ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional, que manifestou interesse pelo tema e satisfação pela boa articulação manifestada entre os vários agentes do território, realçou a necessidade de agilização de processos no que respeita a atuação no litoral, nomeadamente ao nível do licenciamento dos projetos, dado ter sido informado do elevado número de estudos, projetos e pedidos de parecer promovidos pela Sociedade Polis Litoral Sudoeste junto das entidades gestoras do território, que de acordo com a legislação vigente, são necessários à realização de ações materiais nesta faixa da costa portuguesa.

 

O almoço de trabalho proporcionado pela Câmara Municipal de Aljezur realizou-se na praia da Arrifana, onde decorre a empreitada de reposição das condições de ambiente natural pela recuperação e proteção dos sistemas costeiros na Arrifana, que representa um investimento global de 1,3 milhões de euros. Trata-se uma empreitada integrada na Candidatura de obras da sociedade Polis Litoral Sudoeste ao Programa Operacional Valorização do Território (POVT) e cofinanciada pelo Fundo de Coesão.

CONCLUSÃO DE TRABALHOS

Polis Litoral Sudoeste conclui intervenção na praia da Boca do Rio, em Vila do Bispo

2014.06.25 (43.2014)

Foi concluída esta semana a empreitada de valorização e requalificação da praia da Boca do Rio, localizada na foz da ribeira do Vale Barão, no concelho de Vila do Bispo. Trata-se de uma intervenção promovida pela sociedade Polis Litoral Sudoeste orçada em cerca de 170 mil euros, que contou com cofinanciamento comunitário através do Programa Operacional do Algarve – PO Algarve 21.

 

A intervenção tinha como objetivos a conservação da natureza e da biodiversidade, a renaturalização e proteção da plataforma aluvionar e do sistema dunar existentes e a melhoria das condições de acesso e utilização da praia. A intervenção incidiu, assim, sobre o acesso, bermas e zonas compactadas pelos rodados dos veículos com o objetivo de recuperação das áreas afetadas e ordenamento do estacionamento e circulação.

 

A empreitada, a cargo da Vibeiras, S.A envolveu o reperfilamento, pavimentação e balizamento da via de acesso e dos lugares de estacionamento, a colocação de dissuasores de estacionamento e escarificação do solo nas áreas anteriormente compactadas pela rodagem de veículos, promovendo a sua permeabilidade e a criação de condições para a sua renaturalização.

 

Esta ação integra um conjunto alargado de intervenções de valorização e requalificação de espaços balneares que a sociedade Polis Litoral Sudoeste está a desenvolver ao longo dos 150 km de frente costeira que constituem o litoral alentejano e costa vicentina.

CONCLUSÃO DE TRABALHOS

Intervenção do Polis Litoral Sudoeste na praia da Amoreira foi concluída

2014.06.25 (42.2014)

A sociedade Polis Litoral Sudoeste deu por concluída a empreitada de valorização e requalificação da praia da Amoreira, no concelho de Aljezur, uma intervenção orçada em cerca de 366 mil euros, que contou com cofinanciamento comunitário através do Programa Operacional do Algarve – PO Algarve 21.

Localizada no estuário da ribeira de Aljezur, a praia da Amoreira beneficia de um sistema estuarino-lagunar de grande beleza natural. Na continuidade do vasto areal, para o interior, estende-se um extenso campo dunar, que localmente é conhecido pelos “medos da Amoreira”. Todo este conjunto é constituído por habitats prioritários para a conservação da natureza, o que constituiu um dos grandes desígnios desta intervenção: minimizar os impactes provocados pela utilização pública deste território enquanto espaço balnear, criando condições de usufruto que, por um lado, garantissem a efetiva salvaguarda do património natural e, por outro, permitissem um maior conforto e acessibilidade a este espaço hoje muito procurado para atividades de turismo e lazer.

A empreitada promovida pela sociedade Polis Litoral Sudoeste abrangeu três zonas distintas totalizando uma área de intervenção superior a 27.000 m²: a frente de praia, a via de acesso e a zona fluvial.

O projeto, a cargo do arquiteto António Marques, consistiu na beneficiação do acesso viário, na criação de três bolsas de estacionamento em zonas menos sensíveis do ponto de vista ambiental e na redefinição dos acessos pedonais ao areal por forma a não comprometer a dinâmica do sistema dunar. Para tal foi criado um passadiço sobre-elevado que baliza e encaminha os utilizadores para o areal, incluindo os utilizadores com mobilidade condicionada.

O reperfilamento executado ao acesso viário permitiu a criação de uma faixa pedonal e a colocação de dissuasores de estacionamento ao longo da via, inibindo assim o pisoteio de zonas ambientalmente sensíveis.

A empreitada, da responsabilidade da Vibeiras, S.A., incluiu igualmente a reformulação da rede de drenagem de águas pluviais, a consolidação da plataforma do apoio de praia e a renaturalização e eliminação de espécies exóticas invasoras.

Esta ação integra um conjunto alargado de intervenções de valorização e requalificação de espaços balneares que a sociedade Polis Litoral Sudoeste está a desenvolver ao longo dos 150 km de frente costeira que constituem o litoral alentejano e costa vicentina.

CONCLUSÃO DE TRABALHOS

Polis Litoral Sudoeste conclui a empreitada de valorização e requalificação da praia do Martinhal

2014.06.25 (41.2014)

A sociedade Polis Litoral Sudoeste deu por concluída a empreitada de valorização e requalificação da praia do Martinhal, no concelho de Vila do Bispo, uma intervenção orçada em cerca de 135 mil euros, que contou com cofinanciamento comunitário através do Programa Operacional do Algarve – PO Algarve 21.

O projeto, a cargo da COBA, Consultores de Engenharia e Ambiente, S.A., atendeu à elevada sensibilidade ecológica e qualidade paisagística do local, já que ao criar um passadiço sobreelevado, e balizado, ao longo do acesso viário, se procurou respeitar a dinâmica natural da duna existente, possibilitando o seu desenvolvimento. Este passadiço induz igualmente os utilizadores a uma disciplina de percurso, não permitindo o atravessamento desregrado da duna, e canalizando o acesso ao areal para dois corredores específicos.

Foram realizados trabalhos de reperfilamento e balizamento do acesso viário e foram criadas três bolsas de estacionamento. A empreitada, a cargo da Vibeiras, S.A., incluiu igualmente trabalhos de limpeza geral e remoção de vegetação infestante em toda a área de intervenção e plantação de pinheiros na zona do estacionamento.

A sociedade Polis Litoral Sudoeste reconhece que para compatibilizar a salvaguarda dos sistemas naturais com a utilização pública dos espaços balneares, torna-se necessário encontrar um (nem sempre fácil) compromisso entre as restrições e a criação de condições de usufruto destes espaços. Por um lado, é necessário garantir a efetiva salvaguarda do património natural e paisagístico, e por outro, a compreensão e adesão do público às restrições necessárias, como sejam neste caso específico, a formalização de apenas dois corredores de acesso à praia e o estacionamento nas bolsas definidas para o efeito. Desta forma, garantiu-se a conservação do cordão dunar e da lagoa do Martinhal, indevidamente utilizada como parque de estacionamento.

Esta ação faz parte um conjunto alargado de intervenções de valorização e requalificação de espaços balneares que a sociedade Polis Litoral Sudoeste está a desenvolver ao longo dos 150 km de frente costeira que constituem o litoral alentejano e costa vicentina.

CONCURSO PÚBLICO

Parques de merendas e estruturas de apoio ao auto caravanismo

2013.10.01

O concurso público para a elaboração de projeto de execução e regulamento ilustrado para a implementação de uma rede de estruturas de suporte a atividades recreativas de relação com a natureza foi concluído a 2 de setembro de 2013 tendo sido atribuído à empresa Boaventura Afonso – Estudos, Projetos e Consultoria Ambiental, Lda.

Este projeto tem como objetivo a obtenção de elementos técnicos para a implementação de uma rede de estruturas de suporte a atividades recreativas de relação com a natureza materializados no desenvolvimento de um regulamento ilustrado para as estruturas de apoio ao auto caravanismo (áreas de serviço) e uma proposta de programa de requalificação e valorização dos parques de merendas e zonas de estada, na forma de Projeto de Execução de requalificação, em áreas de Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, atendendo às condicionantes legais existentes e aos instrumentos de gestão territorial em vigor.

Informação adicional:

O auto caravanismo representa uma importante componente do turismo na região do litoral Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina e a oferta existente de infraestruturas de apoio a esta atividade encontra-se desajustada da procura (deficit de locais em que seja permitida esta atividade). De modo a responder às suas efetivas necessidades foi considerado fundamental dotar o território de locais próprios para esta modalidade e que sejam mais favoráveis do ponto de vista ambiental.

Relativamente aos parques de merendas e zonas de estada, o objetivo passa por incentivar o usufruto e lazer destes espaços tornando-os atrativos e geradores de atração.

EMPREITADA

Início de empreitadas

2013.08.29

A Polis Litoral Sudoeste dará início, após a época balnear em curso, às empreitadas de reposição das condições de ambiente natural e recuperação dos sistemas costeiros da Arrifana (2.ª fase) e da zona entre o Monte Clérigo e a Praia da Amoreira (1ª fase), ambas no Concelho de Aljezur.

Terão início na mesma altura as empreitadas de valorização e qualificação de alguns espaços balneares nos concelhos de Odemira (Praia das Furnas, Praia dos Alteirinhos e Praia Norte de Odeceixe), Aljezur (Praia da Amoreira e Praia de Vale Figueiras) e Vila do Bispo (Praia da Boca do Rio, Praia da Ingrina e Praia do Martinhal). Serão oportunamente divulgados mais pormenores relacionados com estas empreitadas.

SOCIEDADE

Nova Associação Rota Vicentina constituída

2013.07.31

A nova Associação Rota Vicentina, presidida por Marta Cabral, foi formalmente constituída e conta, atualmente, com cerca de cem promotores repartidos entre empresários do setor do turismo e parceiros públicos de toda a região. O alargamento da parceria surgiu como uma evolução natural de um projeto que une toda uma região por uma causa comum – a preservação dos recursos naturais enquanto forma de promoção do turismo de natureza devidamente alicerçado na Rota Vicentina.

Para caminhar a partir de Setembro: Rota Vicentina chegou ao Algarve

As etapas da Rota Vicentina no Algarve já estão completamente sinalizadas e, desse modo, as entidades promotoras e parceiras convidam turistas e adeptos a planear a próxima época de caminhadas que terá início em setembro, época ideal para este tipo de atividades. Através do trilho em terras algarvias irá (re) descobrir alguns dos recantos naturais mais encantadores junto às localidades de Odeceixe, Rogil, Aljezur, Arrifana, Bordeira, Carrapateira, Pedralva e Vila do Bispo até chegar ao Cabo de São Vicente, o ponto mais a sudoeste da Europa continental.

Vídeo promocional volta a ser premiado nos EUA

O vídeo promocional alusivo à Rota Vicentina foi, mais uma vez, premiado a nível internacional com a conquista do 3º lugar na categoria de Filmes de Turismo, tendo obtido o Certificado pela Excelência Criativa, atribuído pelo US International Film & Video Festival.

EVENTO

Sociedade Polis Litoral Sudoeste na FACECO

2013.07.31

A Sociedade Polis Litoral Sudoeste marcou presença, nos dias 19, 20 e 21 de julho, em S. Teotónio, na Feira de Atividades Culturais e Económicas do Concelho de Odemira (FACECO).

Num stand dinâmico e apelativo, envolvido por imagens marcantes que apresentavam as alterações em diversas zonas antes e depois das intervenções, a presença na FACECO proporcionou a apresentação dos projetos técnicos já concluídos, com empreitadas em fase de contratação, bem como daqueles que ainda estão em fase de execução.

PARTICIPAÇÃO PÚBLICA

Intervenções previstas para Vila Nova de Milfontes, Praia das Furnas e Praia do Malhão, já apresentadas

2013.05.20

Realizou-se no passado dia 22 de abril, na Casa do Povo de Vila Nova de Milfontes, a apresentação pública da Sociedade Polis Litoral Sudoeste relativa às intervenções previstas para Vila Nova de Milfontes, Praia das Furnas e Praia do Malhão.

Nesta ação estiveram presentes o Presidente da Câmara Municipal de Odemira, José Alberto Guerreiro, o Presidente da Junta de Freguesia de Vila Nova de Milfontes, José Gabriel Lourenço, e a Vogal do Conselho de Administração da Sociedade Polis Litoral Sudoeste, Valentina Calixto, que, juntamente com a Arquiteta Maria João Patronilho (que está a desenvolver o projeto de requalificação e Valorização de Vila Nova de Milfontes), a Arquiteta Paula Silva (em representação da COBA, que está a desenvolver o projeto da Praia das Furnas), e a equipa de gestão da Parque Expo, explicaram aos presentes os objetivos das intervenções previstas.

A Engª Valentina Calixto começou por apresentar a Sociedade Polis Litoral Sudoeste, assim como os objetivos gerais de cada um dos projetos. No que respeita ao projeto de Vila Nova de Milfontes, explicou que a intervenção tem em vista a requalificação e valorização desta localidade, nomeadamente através do ordenamento e requalificação da zona ribeirinha, com o objetivo de promover a conservação e valorização do litoral. A Arquiteta Maria João Patronilho expos de forma mais detalhada e focando aspetos mais técnicos, as propostas de intervenção na zona prevista, que resultam de um estudo prévio desenvolvido pela Câmara Municipal de Odemira.

Relativamente aos objetivos da intervenção na Praia das Furnas, a Engª Valentina Calixto explicou que o projeto visa a valorização e a qualificação desta praia demonstrando a importância de conciliar a afluência turística com a proteção e valorização dos recursos naturais.

Mais pormenorizadamente, a Arquiteta Paula Silva explicou que os objetivos deste projeto passam pela ordenação da circulação automóvel e pedonal previstas para a Praia das Furnas, bem como a beneficiação de acessos viários, pedonais e bolsas de estacionamento. Pretende-se ainda proceder à consolidação, salvaguarda e valorização do sistema dunar.

No que diz respeito aos objetivos da intervenção na Praia do Malhão, a Engª Valentina Calixto explicou que o projeto visa a valorização e a qualificação desta praia, demonstrando a importância de prevenir situações que poderão por em causa o património natural, e minimizar fenómenos de erosão costeira.

De forma mais específica e mais técnica, a Arquiteta Marta Aldrabinha, da equipa de gestão da Parque Expo, explicou que os objetivos deste projeto passam por garantir condições à utilização da praia, ordenação da circulação automóvel e pedonal, beneficiação dos acessos viários, pedonais e bolsas de estacionamento, bem como a recuperação e renaturalização de áreas degradadas, e definir a localização de equipamentos, apoios de praia e estruturas afins.

No final da apresentação das propostas de intervenção, teve lugar o esclarecimento de dúvidas, onde uma plateia bastante interventiva viu esclarecidas as suas questões.

Apresentação pública das intervenções em Vila Nova de Milfontes, Praia das Furnas e Praia do Malhão disponível para download aqui.

PARTICIPAÇÃO PÚBLICA

Ações previstas para a Zambujeira do Mar e Praia dos Alteirinhos já apresentadas

2013.04.18

Teve lugar no passado dia 8 de abril, na Associação Cultural Recreativa Desportiva Zambujeirense, a apresentação pública da Sociedade Polis Litoral Sudoeste relativa às intervenções previstas para a Zambujeira do Mar e para a Praia dos Alteirinhos.

Nesta ação estiveram presentes o Presidente da Câmara Municipal de Odemira, José Alberto Guerreiro, o Presidente da Junta de Freguesia da Zambujeira do Mar, Hélder Ledo António, e a Engª Valentina Calixto, Vogal do Conselho de Administração da Sociedade Polis Litoral Sudoeste que, juntamente com o Arquiteto Pedro Batalha (em representação da PB Arq, que está a desenvolver o projeto de requalificação da Zambujeira do Mar) e a Arquiteta Paula Silva (em representação da COBA, que está a desenvolver o projeto da Praia dos Alteirinhos), explicaram aos presentes os objetivos das intervenções previstas.

A Engª Valentina Calixto começou por apresentar a Sociedade Polis Litoral Sudoeste, assim como os objetivos gerais de cada um dos projetos. No que respeita ao projeto da Zambujeira do Mar, explicou que a intervenção tem em vista a requalificação e valorização desta localidade, nomeadamente através da organização do espaço urbano pedonal e automóvel e de infraestruturas, de forma a atenuar fenómenos de erosão costeira e prevenir situações que coloquem em causa o património natural. O Arquiteto Pedro Batalha, responsável pelo projeto da Zambujeira do Mar, expos de forma mais detalhada e focando aspetos mais técnicos, as propostas de intervenção na zona prevista.

Relativamente aos objetivos da intervenção na Praia dos Alteirinhos, a Engª Valentina Calixto explicou que o projeto visa a valorização e a qualificação desta praia demonstrando a importância de conciliar a afluência turística com a proteção e valorização dos recursos naturais.

Mais pormenorizadamente, a Arquiteta Paula Silva explicou que os objetivos deste projeto passam pela ordenação da circulação automóvel e pedonal previstas para a Praia dos Alteirinhos, bem como a beneficiação de acessos viários, pedonais e bolsas de estacionamento. Pretende-se ainda proceder à recuperação e desnaturalização de áreas degradadas.

No final da apresentação das propostas de intervenção, teve lugar o esclarecimento de dúvidas, onde uma plateia bastante interventiva viu esclarecidas as suas questões.

Apresentação pública das intervenções na Zambujeira do Mar e Praia dos Alteirinhos disponível para download aqui.

PARTICIPAÇÃO PÚBLICA

Apresentação do Projeto de Requalificação e Valorização de Vila Nova de Milfontes

2013.04.18

Na próxima segunda feira, dia 22 de abril, será apresentado o Projeto de Requalificação e Valorização de Vila Nova de Milfontes (Fase de Anteprojeto), e o Projeto de Valorização e Qualificação da Praia das Furnas (Fase de Projeto de Execução). A sessão decorrerá na Casa do Povo de Vila Nova de Milfontes pelas 20h30, contando com a presença do Sr. Presidente da CM Odemira, José Alberto Guerreiro, do Sr. Presidente da Junta de Freguesia José Gabriel Lourenço e da Eng.ª Valentina Calixto, Vogal do Conselho de Administração da Sociedade Polis Litoral Sudoeste, bem como dos coordenadores das equipas projetistas destas intervenções.

PROCEDIMENTO CONCURSAL

Praia da Amoreira – Praia do Monte Clérigo: Concurso Público para a empreitada de reposição das condições de ambiente natural e recuperação dos sistemas costeiros

2013.04.17

O presente concurso público, lançado no passado mês de março pela Sociedade Polis Litoral Sudoeste, tem como finalidade realizar intervenções que garantam a manutenção e reposição das condições naturais do ecossistema costeiro entre a Praia da Amoreira e o Monte Clérigo.

O presente projeto contempla a remoção de edifícios devolutos sobre o cordão dunar e a respetiva renaturalização e recuperação da paisagem. Pretende-se ainda efetuar o ordenamento dos acessos à Praia da Amoreira (lado sul) através da beneficiação dos arruamentos e das bolsas de estacionamento.

Os trabalhos a desenvolver prevêem ainda a construção de um passadiço em madeira de forma a melhorar o acesso à praia de Monte Clérigo, Prevê-se que o início dos trabalhos possa ocorrer a partir de setembro de 2013.

PROCEDIMENTO CONCURSAL

Concurso Público para a empreitada de reposição das condições de ambiente natural e recuperação dos sistemas costeiros entre a Fortaleza e a Praia da Arrifana

2013.04.17

A Sociedade Polis Litoral Sudoeste lançou, a 14 de março de 2013, o presente concurso público, que tem como objetivo a realização de trabalhos que visam garantir a manutenção e reposição das condições naturais do ecossistema costeiro entre a Fortaleza e a Praia da Arrifana, assegurando a sua estabilidade biofísica e minimizando situações de risco de pessoas e bens.

Os trabalhos a desenvolver incidem na diminuição dos principais fatores de erosão costeira, e contemplam o reperfilamento do arruamento de acesso à praia, o condicionamento da circulação automóvel promovendo o estacionamento fora das zonas de risco, a beneficiação das condições de drenagem para controlo das escorrências superficiais sobre a arriba e a renaturalização da encosta. Está também previsto o enterramento de infraestruturas, e ainda, junto à praia, a beneficiação das instalações sanitárias e do acesso ao areal em escadaria de madeira.

O início dos trabalhos está previsto para setembro de 2013.

PROCEDIMENTO CONCURSAL

Projeto da Ecovia e Ciclovias do Litoral Sudoeste

2013.04.17

O concurso público de conceção para a elaboração do projeto da Ecovia e Ciclovias do Litoral Sudoeste foi concluído a 15 de fevereiro de 2012 tendo sido atribuído à empresa Atkins Portugal.

Este projeto tem como objetivo o desenvolvimento de um eixo central paralelo à linha de costa, entre os concelhos de Santiago do Cacém e Vila do Bispo - a ecovia - articulada com os percursos transversais de acesso ao litoral - as ciclovias. Este projeto visa a promoção e divulgação de acessos sustentáveis a zonas de grande relevância ambiental e turística de todo o litoral.

PROCEDIMENTO CONCURSAL

Sociedade Polis Litoral Sudoeste: concurso público da empreitada de valorização e qualificação da Praia da Ingrina

2013.04.17

Foi lançado, no passado dia 15 de fevereiro, pela Sociedade Polis Litoral Sudoeste, o concurso público da empreitada de valorização e qualificação da Praia da Ingrina.

A empreitada tem como objetivo efetuar trabalhos de beneficiação do caminho de acesso à praia e da criação de lugares de estacionamento de forma a melhorar a circulação automóvel.  É ainda finalidade desta ação proceder à execução de um caminho pedonal em deck, articulando-o com os acessos pedonais ao areal nomeadamente a nascente, através de uma escada e, a poente, por meio de um passadiço. O início das obras está previsto para o mês de setembro de 2013.

PROCEDIMENTO CONCURSAL

Lagoa da Sancha: Conclusão do estudo de Caracterização da Qualidade Ecológica, Geológica e Paisagística

2013.04.17

O estudo de Caracterização da Qualidade Ecológica, Geológica e Paisagística da Lagoa da Sancha, realizado pela NEMUS, foi concluído e o respetivo relatório entregue ao Instituto de Conservação da Natureza e Florestas (ICNF). Os resultados do estudo constituem um importante documento de apoio na ponderação das medidas de conservação e requalificação necessárias na área da Reserva Natural das Lagoas de Santo André e da Sancha.

PROCEDIMENTO CONCURSAL

Praia do Martinhal: concurso público da empreitada de valorização e qualificação

2013.04.17

No passado dia 15 de fevereiro, a Sociedade Polis Litoral Sudoeste lançou o concurso público da empreitada de valorização e qualificação da Praia do Martinhal.

Esta ação tem como finalidade a implementação de um percurso pedonal e a melhoria dos acessos ao areal através de passadiços. É ainda objetivo efetuar obras de beneficiação no caminho de acesso à praia e na formalização de bolsas de estacionamento automóvel. O início das obras está previsto para o mês de setembro de 2013.

PROCEDIMENTO CONCURSAL

Projeto de Reposição das Condições de Ambiente Natural pela Recuperação e Proteção dos Ecossistemas Costeiros em Santo André

2013.04.17

No passado mês de outubro, foi concluído o Concurso Público de Conceção para a Elaboração do Projeto de Reposição das Condições de Ambiente Natural pela Recuperação e Proteção dos Ecossistemas Costeiros em Santo André. Boaventura Afonso – Estudos, Projetos e Consultoria Ambiental, Lda., foi o concorrente selecionado para a concretização dos trabalhos.

A intervenção na Praia da Costa de Santo André, Santiago do Cacém, tem como finalidade a recuperação e salvaguarda dos ecossistemas lagunares e dunares bem como o controlo e disciplina da ocupação antrópica relacionada com a atividade balnear. Pretende-se também a criação dos acessos à zona de praia através de passadiços de madeira e pontos de descanso com vista à melhoria das condições de conforto dos utentes. De salientar que parte destes percursos serão ainda aproveitados e direcionados para a sensibilização e interpretação ambiental.

Com vista à proteção e recuperação do ecossistema adjacente é objetivo adotar técnicas de controlo de espécies invasoras e efetuar a consolidação da morfologia dunar através de plantações e reconstrução por meio de captadores de sedimentos.

É igualmente objeto de intervenção o parque de estacionamento de apoio à atividade balnear, com a apresentação de duas propostas – uma provisória, que responde às condicionantes atuais do espaço, e uma solução definitiva possível de implementar após a aplicação do Plano de Pormenor.

PROCEDIMENTO CONCURSAL

Concurso público da empreitada de valorização e qualificação da Praia de Vale Figueiras

2013.04.17

No mês de dezembro do ano transato, a Sociedade Polis Litoral Sudoeste abriu concurso público da empreitada de valorização e qualificação da Praia de Vale Figueiras.

Pretende-se, com esta ação, proceder à construção de um passadiço de madeira de acesso ao areal e efetuar o ordenamento de um caminho pedonal de acesso à praia através da criação de um percurso ao longo da margem da ribeira. É ainda objetivo desta empreitada realizar trabalhos de beneficiação do caminho de acesso à praia e dos locais de estacionamento junto à mesma. O início dos trabalhos está previsto para o mês de setembro do presente ano.

PROCEDIMENTO CONCURSAL

Praia da Boca do Rio: concurso público da empreitada de valorização e qualificação

2013.04.16

A Sociedade Polis Litoral Sudoeste lançou, no passado dia 20 de fevereiro, o concurso público da empreitada de valorização e qualificação da Praia da Boca do Rio.

Esta empreitada tem como objetivo regular a circulação do trânsito automóvel através da beneficiação do caminho de acesso, a criação de estacionamento junto à praia e ainda a construção de um acesso pedonal ao areal. O início dos trabalhos está previsto para o mês de setembro de 2013.

PARTICIPAÇÃO PÚBLICA

Apresentação de Projeto de Requalificação e Valorização da Zambujeira do Mar e do Projeto de Execução da Praia Alteirinhos

2013.04.13

Na próxima segunda feira, dia 8 de abril, será apresentado o Projeto de Requalificação e Valorização da Zambujeira do Mar (fase de anteprojeto), e o Projeto de Execução da Praia dos Alteirinhos (fase de Ajustes Finais ao Projeto de Execução). A sessão decorrerá na Associação Cultural Recreativa Desportiva Zambujeirense – Zambujeira do Mar, pelas 20h30.

SOCIEDADE

Furnas, Zambujeira do Mar e Odeceixe entre as vencedoras do concurso “7 Maravilhas – Praias de Portugal”

2012.09.13

No âmbito do concurso “7 Maravilhas – Praias de Portugal”, três das quatro praias apoiadas pela Sociedade Polis Litoral Sudoeste venceram nas respetivas categorias. No que respeita ao concelho de Odemira, a praia das Furnas (Vila Nova de Milfontes) foi eleita a melhor praia de rios, enquanto que a Zambujeira do Mar foi distinguida como a melhor praia urbana do país. Já no concelho de Aljezur, a praia da Arrifana perdeu o primeiro lugar na categoria de Praias de Arribas para a vizinha Odeceixe. 

Os resultados foram revelados na noite de 8 de setembro, numa cerimónia levada a cabo em Troia e transmitida em direto pela RTP. As votações podiam ser feitas através de telefone ou Internet, tendo sido contados mais de 600.000 votos desde o dia 6 de maio.

Conheça as vencedoras:

Categoria de Praias de Rios: Praia das Furnas (Odemira)
Categoria de Praias de Albufeiras e Lagoas: Ribeira- Albufeira do Azibo (Macedo de Cavaleiros)
Categoria de Praias Urbanas: Praia da Zambujeira do Mar (Odemira)
Categoria de Praias de Arribas: Praia de Odeceixe (Aljezur)
Categoria de Praias de Dunas: Praia do Porto Santo (Madeira)
Categoria de Praias Selvagens: Lagoa do Fogo (Açores)
Categoria de Praias de Uso Desportivo: Praia do Guincho (Cascais)

SENSIBILIZAÇÃO AMBIENTAL

Ação de Sensibilização Ambiental

2012.09.10

No sentido de sensibilizar os milhares de visitantes que afluem à região do Sudoeste Alentejano e a Costa Vicentina durante o Festival Sudoeste TMN, a Sociedade Polis Litoral Sudoeste levou a cabo uma ação de sensibilização ambiental junto dos utentes das praias inseridas na sua área de intervenção. Esta ação ocorreu de 1 a 5 de agosto nas praias da Zambujeira do Mar, Alteirinhos, Carvalhal, Almograve e Furnas. Durante este período foi distribuído um ‘kit’ pró-ambiente, composto por um cinzeiro de praia, uma bolsa de cartão reutilizável com o respetivo saco de plástico para colocar o lixo. A par da ação, foram também distribuídos “flyers” de divulgação e apelo ao voto nas quatro praias presentes no concurso “7 Maravilhas Praias de Portugal”. Recordamos que três dessas quatro praias foram eleitas nas respetivas categorias: Odeceixe (Praias de Arribas), Zambujeira do Mar (Praias Urbanas) e Furnas (Praias de Rios).

SOCIEDADE

7 Maravilhas - Praias de Portugal

2012.06.20

A Sociedade Polis Litoral Sudoeste apoia as candidaturas das praias da Zambujeira do Mar, Furnas, Odeceixe e Arrifana no âmbito do concurso “7 Maravilhas – Praias de Portugal”, dada a localização destes espaços balneares na área de intervenção do Programa Polis Litoral Sudoeste e o seu enquadramento no âmbito das ações específicas definidas no Plano Estratégico.

                  

Todas as praias já fazem parte das 21 finalistas, competindo em diversas categorias: a praia das Furnas (Vila Nova de Milfontes) concorre na categoria de Praias de Rios; a Zambujeira do Mar na de Praias Urbanas; e tanto Odeceixe como a Arrifana competem no grupo das Praias de Arribas.

 

As 21 praias finalistas foram selecionadas por um painel de personalidades notáveis de uma lista de 70 semifinalistas, que por seu turno tinham sido escolhidas entre 327 candidatas iniciais. A seleção efetuada pelo painel teve em conta critérios como a beleza da praia e da sua envolvente, qualidade da água, estado de conservação da fauna e flora, serviços e espaços públicos de qualidade.

 

A votação termina no dia 7 de setembro, pelas 14 horas, e os resultados serão conhecidos no dia seguinte, num espetáculo que terá lugar na Costa Alentejana e será transmitido em direto pela RTP.

 

Pode votar na sua praia favorita através do facebook (https://www.facebook.com/7maravilhas), do site oficial (http://www.7maravilhas.sapo.pt) ou do telefones:  Praia de V. N. de Milfontes – Furnas : 760 207 702, Praia da Zambujeira do Mar: 760 207 708, Praia de Odeceixe: 760 207 711, Praia da Arrifana: 760 207 710).

PARTICIPAÇÃO PÚBLICA

Sessão de Esclarecimento realizada na Praia do Malhão

2012.03.29

No passado dia 21 de março, a Polis Litoral Sudoeste apresentou à população a intervenção prevista para a praia do Malhão, em Vila Nova de Milfontes.

Perante uma sala cheia, a equipa da Parque Expo, responsável pela direção e coordenação geral do programa, e o arquiteto paisagista Francisco Caldeira Cabral, autor do projeto, apresentaram as ações previstas para esta praia. As intervenções propostas passam pela requalificação da frente de praia, nomeadamente o ordenamento da circulação automóvel e pedonal, criação de bolsas de estacionamento, recuperação e renaturalização das áreas degradadas e definição da localização de equipamentos, apoios de praia e estruturas afins.

Tanto o Eng.º José Alberto Guerreiro (Presidente da CM Odemira e Vogal da Sociedade Polis Litoral Sudoeste) como o Sr. José Rodrigues Lourenço (Presidente da JF Vila Nova de Milfontes) intervieram, salientando as melhorias que os projetos irão trazer ao quotidiano dos habitantes e o facto de esta ser uma oportunidade única de qualificar e promover a praia do Malhão.

No debate promovido, as preocupações da assistência centraram-se essencialmente no número de lugares previsto para as bolsas de estacionamento e com a largura do percurso de interpretação. As questões foram devidamente esclarecidas, sendo patente no final a aceitação e concordância por parte dos presentes relativamente à generalidade das propostas contidas no projeto.

PARTICIPAÇÃO PÚBLICA

Sessão de esclarecimento realizada na Longueira

2012.03.29

A Associação Cultural e Recreativa da Longueira foi palco de mais uma sessão de esclarecimento da Sociedade Polis Litoral Sudoeste, relativa aos projetos que visam qualificar e valorizar a atividade piscatória no concelho de Odemira.

 

O evento realizou-se no dia 23 de março e contou com um painel constituído por dois Vogais do Conselho de Administração da Sociedade Polis Litoral Sudoeste, a Engª. Valentina Calixto (Presidente da ARH Algarve) e o Eng.º José Alberto Guerreiro (Presidente da CM Odemira), e ainda pelo Sr. Dinis Nobre (Presidente da JF de Longueira/Almograve). A apresentação ficou a cargo da equipa da Parque Expo responsável pela direção e coordenação geral do programa, e pelo gabinete responsável pela elaboração do projeto, a WW Consultores, representada pela Eng.ª Marlene Dias, que explicaram aos presentes as propostas de intervenção nos portinhos do Canal, da Lapa de Pombas e da Azenha do Mar.

O público, constituído maioritariamente por pescadores, mostrou grande interesse relativamente aos projetos apresentados, evidenciando as suas principais preocupações e colocando dúvidas pertinentes. Estas são intervenções que afetam diretamente o dia a dia dos pescadores, as condições e a qualidade do seu ofício. As sugestões serão, naturalmente, levadas em conta, de modo a que os projetos possam beneficiar da experiência dos principais utilizadores destas infraestruturas portuárias na definição das bem-feitorias a que serão sujeitas.

PARTICIPAÇÃO PÚBLICA

Apresentação do Projeto de Qualificação e Valorização dos Portinhos de Pesca no Concelho de Odemira

2012.03.15

No dia 23 de março, pelas 15h00, será apresentado o Projeto de Qualificação e Valorização dos Portinhos de Pesca no Concelho de Odemira – Portinho do Canal, Portinho de Lapa das Pombas, Portinho da Entrada da Barca e Portinho de Azenha do Mar – que se encontra presentemente desenvolvido ao nível de Anteprojeto, na Associação Cultural e Recreativa da Longueira. A sessão será aberta à população.

PARTICIPAÇÃO PÚBLICA

Apresentação do Projeto de requalificação da Praia do Malhão

2012.03.15

Na próxima quarta-feira, dia 21 de março, será apresentado o Projeto de requalificação da Praia do Malhão (fase de Anteprojeto). A sessão decorrerá no Parque de Campismo Sitava, a 600 metros da Praia do Malhão – Vila Nova de Milfontes, pelas 21h00.

PARTICIPAÇÃO PÚBLICA

Sessão de esclarecimento realizada em Vila do Bispo

2012.02.16

Realizou-se ontem, dia 15 de fevereiro, na Câmara Municipal de Vila do Bispo, uma sessão pública de apresentação dos projetos previstos pela Sociedade Polis Litoral Sudoeste para o concelho.

A sessão realizou-se pelas 15h00 e contou com um painel constituído pelo Conselho de Administração da Sociedade, representado pela presidente Eng.ª Paula Sarmento (Presidente da ARH Alentejo) e pelos vogais Engª. Valentina Calixto (Presidente da ARH Algarve), Dr. José Amarelinho (Presidente da CM Aljezur) e Eng.º José Alberto Guerreiro (Presidente da CM Odemira), bem como pelo presidente da Câmara Municipal de Vila do Bispo, Adelino Soares. Na primeira parte da sessão, foi feito um enquadramento geral do Programa Polis Litoral, focando posteriormente a Polis Litoral Sudoeste, os seus objetivos, financiamento e principais projetos e ações específicos para o Concelho de Vila do Bispo.

Os participantes, que encheram o salão nobre da Câmara Municipal, revelaram bastante interesse nos projetos apresentados, formulando questões pertinentes que foram devidamente esclarecidas tanto pelos membros do painel como pelos técnicos presentes da equipa de gestão (Parque Expo). Foi salientado o facto de esta ser uma oportunidade ímpar para a requalificação e valorização do património natural e paisagístico do Conselho de Vila do Bispo, e evidenciados os benefícios que daí poderão advir ao nível da atratividade turística da região.

Ficou uma vez mais evidenciada a mais-valia que estas sessões representam para o esclarecimento da população, bem como para a promoção do seu envolvimento nas ações previstas na região.

A apresentação mostrada na sessão pode ser consultada aqui.

PARTICIPAÇÃO PÚBLICA

Sessão de esclarecimento em Vila do Bispo

2012.02.10

A sessão decorrerá no Salão Nobre da Câmara Municipal e será aberta a toda a população. Serão abordados temas relacionados com a requalificação e valorização do Sudoeste Alentejano e da Costa Vicentina, focando os principais projetos e ações a desenvolver no concelho de Vila do Bispo.

Para mais informações contacte o Centro Cultural de Vila do Bispo através do telefone: 282 630 300.

PROCEDIMENTO CONCURSAL

Elaboração do Projeto da Ecovia e Ciclovias do Litoral Sudoeste

2011.12.06

Foi lançado em 14 de outubro o concurso público para "Elaboração do Projeto da Ecovia e Ciclovias do Litoral Sudoeste" do Programa Polis Litoral Sudoeste.

O Projeto a realizar de norte para sul, tem início na Lagoa de Santo André, passa pela Lagoa de Sancha e liga a sul com Sines e São Torpes, a partir de onde tem um percurso previsto até Sagres, de onde segue para nascente, até à Praia do Burgau.

Esta ação visa dotar este território de um equipamento de mobilidade sustentável capaz de gerar atração e criar um produto turístico complementar ao sol e praia, bem como contribuir para a promoção e valorização dos recursos endógenos - património natural, histórico e cultural.

Para tal, o trabalho contempla a definição de um percurso para uma grande rota - Ecovia (de características rurais e maior integração na paisagem natural), uma lógica mais ligada ao cicloturismo, que liga concelhos, aglomerados urbanos, praias e outros pontos notáveis do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, e estes à Ecovia do Algarve.

As Ciclovias terão características de conceção mais urbanas, que permitam a ligação dos núcleos urbanos mais importantes e interiores às zonas balneares, especialmente onde os declives e enquadramento paisagístico e ambiental forem mais favoráveis.

EMPREITADA

Polis Litoral Sudoeste conclui primeira obra

2011.12.05

Está concluída a requalificação da ruína da Fortaleza da Arrifana e dos espaços envolventes (concelho de Aljezur), primeira empreitada do Polis Litoral do Sudoeste, orçada em 100 mil euros.

As obras iniciaram-se em junho e visaram a reposição das condições de ambiente natural, incidindo na requalificação da ruína da fortaleza, no ordenamento das acessibilidades ao estacionamento e na drenagem de águas pluviais.

A intervenção incluiu ainda a escavação e levantamento arqueológico, a execução de pavimentos, a remodelação da vedação sobre a arriba, a colocação de mobiliário urbano e sinalização de trânsito vertical e a instalação de passadiços de madeira, iluminação pública e cénica.

O Programa Polis Litoral do Sudoeste até 2013 prevê um investimento global de 46,7 milhões de euros na costa vicentina e no sudoeste alentejano, 48% dos quais de origem comunitária.

Entre as ações previstas, incluem-se empreitadas de proteção e recuperação de sistemas dunares e arribas, de reposição das condições de ambiente natural e recuperação e proteção dos sistemas costeiros do Cabo de S. Vicente e a empreitada de promoção da mobilidade sustentável - Ecovia do Litoral Sudoeste e ciclovias de acesso às praias.

PROCEDIMENTO CONCURSAL

Requalificação urbana em Vila Nova de Milfontes e Zambujeira do Mar

2011.12.05

A Sociedade Polis Litoral Sudoeste durante o mês de novembro de 2011, procedeu ao lançamento de ajustes diretos para a realização de dois projetos de requalificação urbana no concelho de Odemira, em Vila Nova de Milfontes (particularmente a sua frente ribeirinha) e na Zambujeira do Mar, em particular a sua frente de mar. Estes projetos de requalificação terão como referência estudos prévios elaborados pela Câmara Municipal de Odemira, que foram objeto de apresentação às populações locais, ocorridas em 28 de outubro (Zambujeira do Mar) e em 25 de novembro (Vila Nova de Milfontes).

AÇÕES COMPLEMENTARES

Campanha de escavações arqueológicas no Ribãt da Arrifana

2011.08.05

Com o apoio da Sociedade Polis Litoral Sudoeste, da Câmara Municipal de Aljezur, da Associação de Defesa do Património Histórico e Arqueológico de Aljezur e da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, estão em curso os trabalhos relativos à campanha de escavações arqueológicas, que se iniciaram em julho e que abrangerão todo o mês de agosto.

O Ribãt da Arrifana, fundado pelo mestre sufi lbn Qasi em cerca de 1130, e localizado na denominada Península da Ponta da Atalaia, cinco quilómetros a poente de Aljezur, seriam identificados apenas há cerca de dez anos, pelos arqueólogos e historiadores Rosa Varela Gomes e Mário Varela Gomes (Universidade Nova de Lisboa).

Ibn Qasi foi contemporâneo de D. Afonso Henriques, com quem estabeleceu pacto de não agressão, permitindo àquele conquistar os territórios entre Mondego e Tejo.

Importa sublinhar que o Ribãt da Arrifana integra local com grande beleza natural, que estimulou o mestre sufi da Arrifana e seus seguidores na reflexão metafísica e no desejado encontro com Deus.

A campanha atualmente em curso tem como principais objetivos prosseguir com o reconhecimento de conjunto de estruturas na zona mais ocidental da Ponta da Atalaia, onde também se integra a necrópole, bem como verificar a extensão daquele acervo edificado, de modo a que possa ser convenientemente integrado na musealização deste arqueositio.

Antecederam esta, outras nove curtas campanhas de escavações, suportadas pelo Ministério da Cultura, Fundação Calouste Gulbenkian, Câmara Municipal de Aljezur e Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, contando ainda com o apoio logístico da Associação de Defesa do Património Histórico e Arqueológico de Aljezur, que puseram a descoberto as ruínas de oito mesquitas e de diversas instalações com elas relacionadas, de minarete, muro de orações, tal como de necrópole.

Também proporcionaram o achado de numerosos objetos, tanto relacionados com a vida quotidiana ali decorrida como com diferentes manifestações de caráter religioso.

Entre os espólios exumados destacam-se numerosa coleção de cerâmica, de mesa de cozinha e de armazenamento, armas metálicas, objetos de osso, de vidro, pedra e inscrições, designadamente lápide funerária, encontrada “in situ” e contendo longo texto.

As estruturas e os espólios descobertos permitirão melhor conhecer, em termos históricos e cognitivos, a vida e o pensamento de quem mandou edificar e dos que viveram no Ribãt da Arrifana, testemunho importante da conjuntura política e ideológica que permitiu a fundação de Portugal.

Add News Story here

EMPREITADA

Obra do Polis Litoral Sudoeste na Arrifana arranca segunda‐feira

2011.07.06

Será celebrado na próxima segunda-feira, dia 4 de julho, o contrato da “empreitada de reposição das condições de ambiente natural pela recuperação e proteção dos sistemas costeiros na Arrifana – zona envolvente à fortaleza”.

Com um investimento previsto de 100.787 euros, a empreitada, a começar de imediato, deverá estar concluída num prazo máximo de 60 dias.

 

A intervenção no concelho de Aljezur enquadra-se no Polis Litoral Sudoeste, programa de  requalificação e valorização do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina.

A empreitada, a adjudicar à empresa Planirest - Construções, Lda, implicará intervenções arqueológicas e de reabilitação na fortaleza local, a qualificação do seu espaço envolvente e o ordenamento das acessibilidades e do estacionamento.

As obras inserem-se numa área aproximada de 2.800m2 e desenvolver-se-ão numa extensão de 478 metros ao longo da costa.

Constituída pelo Decreto-Lei n.º 244/2009, de 22 de Setembro no âmbito do programa Polis Litoral, que integra também o Polis Litoral Norte, o Polis Litoral Aveiro e o Polis Litoral Ria Formosa, o Polis Litoral Sudoeste foi a última Operação Integrada de Requalificação e Valorização da Orla Costeira a entrar em fase de concretização.

A Polis Litoral Sudoeste — Sociedade para a Requalificação e Valorização do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, S.A., é uma sociedade comercial de capitais exclusivamente públicos, tem participação maioritária do Estado e minoritária dos municípios de Sines, Odemira, Aljezur e Vila do Bispo.

O Polis Litoral Sudoeste integra ações de proteção e recuperação de sistemas dunares e arribas, de reposição das condições de ambiente natural e recuperação e proteção dos sistemas costeiros, de requalificação de infraestruturas de fomento à atividade piscatória, de requalificação de espaços balneares, de requalificação de pequenos aglomerados costeiros, criará a ecovia e ciclovias do litoral sudoeste, criará estruturas de suporte a atividades de relação com a natureza e, por fim, equipamentos de divulgação cultural e científica.

O investimento global previsto para este Polis Litoral, que se estenderá até 2013, é de 46,7 milhões de euros, 48 por cento dos quais são de origem comunitária.

EMPREITADA

Primeira obra do Polis Sudoeste vai arrancar na Arrifana

2011.04.19

Irão arrancar no início de maio as obras de reposição das condições de ambiente natural na Arrifana, concelho de Aljezur, que constituem a primeira empreitada do Polis Litoral Sudoeste, programa de requalificação e valorização do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina.

 

Lançada há poucos dias, a “empreitada de reposição das condições de ambiente natural pela recuperação e proteção dos sistemas costeiros na Arrifana” implicará intervenções de reabilitação na fortaleza local, a qualificação do seu espaço envolvente e o ordenamento das acessibilidades e do estacionamento, e é financiada pelo Plano Operacional de Valorização Territorial (POVT).



Com um investimento previsto de 100.787 euros, iniciativa, a empreitada deverá estar concluída num prazo máximo de 90 dias.

A obra compreende a escavação e levantamento arqueológico, a intervenção de reabilitação do muro do forte e a requalificação do espaço público envolvente.

Esta requalificação terá expressão nas seguintes operações:

 execução de pavimentos, remodelação da vedação sobre a arriba, fornecimento e colocação de mobiliário urbano, instalação de passadiços de madeira, balizamento do estacionamento e espaço envolvente, instalação e fornecimento de sinalização de trânsito vertical, recuperação e estabilização da ruína, instalação de iluminação pública e cénica e drenagem de águas residuais.

A área de intervenção integra a zona envolvente à ruína do Forte da Arrifana, compreendendo o promontório onde se localiza o Forte, a parede arruinada do Forte, o acesso e o parque de estacionamento.

A empreitada insere-se numa área aproximada de 2.800 metros quadrados 
e desenvolver-se-á numa extensão de 478 metros ao longo da costa, desde o início do estacionamento até à arriba. 



Esta ação insere-se no âmbito do Polis Litoral Sudoeste, última Operação Integrada de Requalificação e Valorização da Orla Costeira do Programa Polis Litoral a entrar em fase de concretização.

Constituída pelo Decreto-Lei n.º 244/2009, de 22 de setembro, a Sociedade Polis Litoral Sudoeste — Sociedade para a Requalificação e Valorização do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, S.A., sociedade anónima de capitais exclusivamente públicos, tem como acionistas o Estado, através do Ministério do Ambiente e Ordenamento do Território e os municípios de Sines, Odemira, Aljezur e Vila do Bispo.

O Polis Litoral Sudoeste integra, entre outras, a empreitada de proteção e recuperação de sistemas dunares e arribas, a empreitada de reposição das condições de ambiente natural e recuperação e proteção dos sistemas costeiros - Cabo de S. Vicente - Ponta de Sagres e a empreitada de promoção da mobilidade sustentável - Ecovia do Litoral Sudoeste e ciclovias de acesso às praias.

O investimento global previsto para este Polis Litoral, que se estenderá até 2013, é de 46,7 milhões de euros, 48 por cento dos quais são de origem comunitária.

PARTICIPAÇÃO PÚBLICA

Avaliação ambiental do Plano Estratégico da Intervenção de Requalificação e Valorização do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina em sessão pública no próximo dia 11 de Março

2011.02.28

A sessão pública terá lugar no Cineteatro Camacho Costa, em Odemira, na sexta-feira dia 11 de março, pelas 17 horas. De acordo com a legislação, o Relatório avalia, do ponto de vista ambiental, o Plano Estratégico, documento que constitui a base de todas as intervenções a levar a cabo pela Sociedade Polis Litoral Sudoeste.

 

Este processo de consulta pública, com a duração de 30 dias, pretende recolher sugestões e comentários de todos - entidades e cidadãos - que queiram participar.

Após aquele período, e ponderados os comentários e sugestões efetuados, estarão reunidas as condições para a elaboração da redação do Relatório Ambiental Final do Plano Estratégico da Intervenção de Requalificação e Valorização do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina.

Apela-se à participação de todos os interessados.

PARTICIPAÇÃO PÚBLICA

Avaliação ambiental do plano estratégico do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina encontra-se em consulta pública a partir de hoje

2011.02.09

A Sociedade Polis Litoral Sudoeste inicia hoje, o processo de Consulta Pública do Relatório Ambiental Preliminar do Plano Estratégico da Intervenção de Requalificação e Valorização do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina de acordo com o estabelecido no nº 6 do artigo 7º do Decreto-lei 232/2007, de 15 de Junho.

Este processo de consulta pública terá a duração de 30 dias úteis e decorrerá entre 09 de Fevereiro e 23 de Março. Pretende recolher sugestões e comentários de todos, entidades e cidadãos, que queiram participar, contributo este que vai permitir a redacção final do Relatório Ambiental.

Para o efeito está disponível ao público, para consulta, o Relatório Ambiental Preliminar e o Plano Estratégico da Intervenção de Requalificação e Valorização do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, nos locais abaixo identificados:

  • ARH do Algarve - Administração da Região Hidrográfica do Algarve, Rua do Alportel, nº 10, em Faro;

  • ARH do Alentejo - Administração da Região Hidrográfica do Alentejo, Rua Alcárcova de Baixo, n.º 6, em Évora;

  • ICNB – Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade, sede do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, Rua Serpa Pinto, n.º 32, em Odemira;

  • Câmara Municipal de Sines, Largo Gomes Costa, em Sines;

  • Câmara Municipal de Odemira, Praça da República, em Odemira;

  • Câmara Municipal de Aljezur, Rua Capitão Salgueiro Maia, em Aljezur;

  • Câmara Municipal Vila do Bispo, Paços do Concelho, em Vila do Bispo.

Os referidos documentos podem ser consultados nos links abaixo:

- Plano Estratégico
- Anexo I
- Anexo II
- Relatório Ambiental Preliminar
- Relatório Ambiental Preliminar - Anexos
- Resumo Não Técnico da Avaliação Ambiental Estratégica

PARTICIPAÇÃO PÚBLICA

Polis Litoral Sudoeste tem novos painéis informativos

2011.02.07

A Sociedade Polis Litoral Sudoeste reforça os seus meios de informação à população e visitantes através de quatro painéis informativos colocados nas entradas de Sines, Odemira, Aljezur e Vila do Bispo.

Estes painéis transmitem a informação genérica de maior relevância e têm como objetivo promover a marca Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, numa campanha de Marketing Territorial que será atualizada até 2014.

Quando passar por cada um dos municípios da área de intervenção, procure manter-se informado sobre o que está a acontecer nesta região.

PARTICIPAÇÃO PÚBLICA

Avaliação Ambiental do Plano Estratégico do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina vai estar em consulta pública

2011.01.27

A Sociedade Polis Litoral Sudoeste informa que vai dar início a 9 de fevereiro, ao processo de Consulta Pública do Relatório Ambiental Preliminar do Plano Estratégico da Intervenção de Requalificação e Valorização do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina.

 

De acordo com a legislação aplicável, no n.º 6 do artigo 7º do Decreto-lei 232/2007, de 15 de junho, este Relatório avalia o Plano Estratégico em que se baseiam todas as intervenções da Sociedade Polis Litoral Sudoeste, e carece de consulta e participação pública.

Este Processo de Consulta Pública tem por finalidade recolher sugestões e comentários de todas as entidades e cidadãos que queiram participar, e decorre durante 30 dias úteis, de 9 de fevereiro a 23 de março.

Após aquele período, e ponderados os comentários e sugestões efetuados, estarão reunidas as condições para a redação do Relatório Ambiental Final do Plano Estratégico da Intervenção de Requalificação e Valorização do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina.

A partir de quarta-feira, o Relatório Ambiental Preliminar e o Plano Estratégico da Intervenção e Requalificação do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina poderão ser consultados nos seguintes locais:

- ARH do Algarve - Administração da Região Hidrográfica do Algarve, Rua do Alportel nº 10, em Faro;

- ARH do Alentejo - Administração da Região Hidrográfica do Alentejo, Rua Alcárcova de Baixo n.º 6, em Évora;

- ICNB – Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade, sede do Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, Rua Serpa Pinto n.º 32, em Odemira;

- Câmara Municipal de Sines, Largo Gomes Costa, em Sines;

- Câmara Municipal de Odemira, Praça da República, em Odemira;

-Câmara Municipal de Aljezur, Rua Capitão Salgueiro Maia, em Aljezur;

- Câmara Municipal Vila do Bispo, Paços do Concelho, em Vila do Bispo.

A Sociedade informa ainda que a divulgação desta consulta poderá ser encontrada no portal eletrónico da Sociedade Polis Litoral Sudoeste, a partir da data supra mencionada, em www.polislitoralsudoeste.pt, assim como nos das Administrações das Regiões Hidrográficas do Alentejo e do Algarve, em www.arhalentejo.pt e www.arhalgarve.pt.

EVENTO

Polis Litoral Sudoeste no Festival da Batata-doce

2010.12.06

A Sociedade Polis Litoral Sudoeste esteve presente no Festival da Batata-doce, em Aljezur nos passados dias 26, 27 e 28 de Novembro.

 

O Festival, sob a marca 'Saberes e Sabores Vicentinos', tem por objetivo valorizar, promover, preservar e conjugar os saberes das gentes com os sabores únicos dos produtos oriundos desta terra situada entre a serra e o mar, de onde resultam iguarias de características únicas, que enriquecem a diversificada gastronomia local, onde a Batata-Doce de Aljezur assume, naturalmente, um papel de especial relevo.

Esta Sociedade foi convidada a participar ativamente, através da apresentação das ações que se propõe a realizar, divulgando-as num stand de 3x3m, em espaço gentilmente cedido pela Câmara Municipal de Aljezur.

A presença neste evento permitiu dar a conhecer o Plano Estratégico da Intervenção Polis Litoral Sudoeste, que abrange os concelhos de Sines, Odemira, Aljezur e Vila do Bispo, no âmbito da requalificação e valorização do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina.

Para a divulgação, foi decorado um stand 3 x 3m e exibido um vídeo promocional, e foram distribuídos folhetos explicativos da Intervenção em curso, tendo ainda sido distribuídas, como brinde e agradecimento das visitas, canetas produzidas em material reciclável.

O stand da Polis Litoral Sudoeste contou com um número aproximado de mil visitantes nos três dias. Foi essencialmente frequentado por pessoas que residem ou têm atividade profissional na área em que será realizada a Intervenção, mas também atraiu o interesse de turistas e pessoas de outros concelhos de visita ao Festival da Batata-Doce.

EVENTO

Polis Litoral Sudoeste na Faceco

2010.09.28

A Sociedade Polis Litoral do Sudoeste esteve presente na Feira das Atividades Culturais e Económicas do Concelho de Odemira – Faceco, em S. Teotónio nos passados dias 23 a 25 de julho. Foi convidada a participar ativamente, através da apresentação das ações que se propõe concretizar, divulgando-as num espaço cedido pela Câmara Municipal de Odemira, na zona reservada a Instituições.

A presença nesta feira permitiu dar a conhecer o conjunto de ações que integram a operação integrada de requalificação e valorização do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, que abrange os concelhos de Sines, Odemira, Aljezur e Vila do Bispo.

O stand da Polis Litoral Sudoeste contou com aproximadamente mil visitantes durante os três dias. Teve ainda a honra de receber o grupo de convidados para a sessão de inauguração, de entre os quais a Senhora Ministra do Ambiente, Dr.ª Dulce Pássaro.

Please reload